Categoria: Institucional

Benner é classificada nas principais premiações do setor em 2020

Os setores de saúde e de tecnologia foram muito impactados pela grande demanda em 2020, como a aceleração digital e a grande ocupação de hospitais. A reinvenção foi necessária para muitos negócios se posicionarem em meio às situações de emergência dos últimos tempos e aqueles que conseguiram se adaptar às novas exigências ganharam destaque e notoriedade.

A Benner, empresa de software de gestão empresarial e business process outsourcing (BPO), colocou todos os seus esforços para suprir as novas demandas do mercado e, consequentemente, de seus clientes, gerando reconhecimento em seus dois principais setores de atuação: saúde e tecnologia. Confira abaixo algumas indicações da empresa em premiações relevantes dos setores em 2020:

 Benner entre as Top100 do Mercado de TI

No evento virtual de lançamento da Edição Especial de 35 anos do Anuário Informática Hoje, a Benner se posicionou entre as Top100 do mercado de TI e ocupou a 84ª posição no ranking de premiação das empresas que tiveram o melhor desempenho no mercado brasileiro de Tecnologia da Informação em 2019.

No dia 08 de dezembro de 2020, a cerimônia reuniu virtualmente os principais executivos das empresas premiadas, profissionais e empresários do mercado de Tecnologia da Informação.

Benner entre as 50+ Inovadores da Saúde e Global Summit Telemedicine & Digital Health

Neste ano, a Benner foi novamente uma das indicadas na pesquisa realizada com 150 CIOs da Saúde, que analisaram e apontaram 100 marcas em digital health com alto poder de contribuição ao setor. Critérios como capacidade e intenção em inovar, investimento em novos serviços ou produtos, usabilidade, crescimento e  reconhecimento da marca no mercado foram considerados na avaliação.

Pelo segundo ano consecutivo, a Medicina S/A, em edição especial, examinou o ecossistema digital para apresentar as healthtechs com alto potencial para transformar a saúde do País e contou também com um especial sobre as tendências que estão transformando a saúde.

Severino Benner concorre em premiação que destaca os “100 mais influentes na Saúde da década”

Além das indicações da empresa, outro grande destaque da companhia também se apresenta em nome de seu CEO, Severino Benner. Com uma trajetória de sucesso que coloca o executivo em posição de liderança junto aos maiores nomes da saúde brasileira, Severino também aparece em uma das maiores premiações do setor.

Considerado o “Oscar da Saúde”, o evento homenageará os nomes mais influentes da saúde brasileira da última década e glorificará os desafios e o trabalho de gigantes do setor, que vivenciou diretamente os desafios do ano de 2020.

A eleição acontece por meio de votação aberta pelo site da Healthcare Management, por uma pesquisa de mercado realizada pelo conselho editorial do Grupo Mídia e pelo site oficial.

Severino Benner: 1 década de influência

Além disso, em entrevista a Edmilson Jr. Caparelli, presidente do Grupo Mídia, no dia 3 de dezembro de 2020, Severino contou sobre sua história de vida, experiência profissional e inspirações de liderança.

Com uma trajetória de sucesso, o CEO participou e foi homenageado na série focada em personalidades que apresentam mais de uma década de influência no mercado.

O futuro bate a porta

Regulamentação da telemedicina depende da informação e…

(mais…)

Benner é uma das 200 maiores empresas de TI

A Benner recebeu na última quarta-feira (6), em São Paulo, o prêmio“Destaque do Ano”, como Grande Porte no segmento de Software, entregue pela revista Anuário Informática Hoje 2019.

Foi classificada ainda como uma das 200 Maiores Empresas de TI, conforme análise feita pela a revista.

Desde 1986, o Anuário Informática Hoje faz a análise do desempenho econômico-financeiro das empresas que atuam no mercado brasileiro de tecnologia da informação.

Todos os dados são analisados pela equipe que produz o anuário, sob a supervisão de professores da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo.

Clique aqui para acessar o Anuário Informática Hoje 2019.

Mostra de Talentos do Entra21-Busoft será nos dias 9 e 10 de outubro

Será nos dias 9 e 10 de outubro às 9h30, no Teatro Carlos Gomes, em Blumenau (SC), a abertura da 5ª Mostra de Talentos do Programa Entra21-Blusoft.

O evento reunirá trabalhos dos mais de 300 alunos formados pelo programa. A mostra acontece durante dois dias.

Empresas e convidados terão a oportunidade de analisar a desenvoltura, o potencial criativo e a capacidade técnica e comunicativa dos alunos.
Haverá também rodada de entrevistas entre empresas e formandos, com vistas a contratações.

Esta é a 14º edição do Entra21-Blusoft.

Somando a turma atual, o número de alunos formados chega a 4.300.

Apoio

Governo do Estado, Prefeitura de Blumenau e empresas privadas apoiam o Entra21-Blusoft.

O programa conta com o apoio especial de empresas âncoras: Benner, Havan, HBSIS-Ambev, Indyxa, Bludata-PagueVeloz, Philips e Senior.

Preparação para o emprego e ao empreendedorismo 

A edição deste ano ofereceu 6.416 horas de treinamento para 15 turmas com carga-horária de até 480 horas.

Além da formação em desenvolvimento de sistemas, os alunos tiveram aulas de educação financeira, com noções de contabilidade e finanças ministrados por consultores profissionais em 8 horas-aula; 8 horas de empreendedorismo e inovação; 28 horas de desenvolvimento humano, preparando o aluno para o ingresso nas empresas e 80 horas de idioma estrangeiro.

O evento Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia, realizado no meio do ano, reuniu diversos palestrantes que expuseram aos alunos cases reais de sucesso, bem como dicas de empreendedorismo.

 

Fonte: Jornal de Blumenau

Micromobilidade e carro voador…Vai embarcar?

Um carro elétrico para 3 passageiros do tamanho de um SUV grande que pode ser dirigido nas ruas e voar de forma autônoma por cima dos congestionamentos.

Isso mesmo. Um carro voador. Há 1 mês a startup NFT apresentou o protótipo do Aska e divulgou planos de iniciar testes de voo já no primeiro trimestre de 2020 e a comercialização a partir de 2025.

Para voar, o usuário poderá dirigir o carro até uma área aberta, abrir as asas e decolar verticalmente para uma viagem de até 150 milhas sem piloto, sob o comando da Inteligência Artificial. O carro irá aterrissar em outra área aberta e o motorista assume novamente o volante até o destino final.

A Deloitte estima que o mercado americano para aviões elétricos para decolagem e aterrisagem vertical (EVTOL) será de US$ 6,8 bilhões em 2035 e poderá chegar a US$ 17,7 bilhões em 2040 com a queda dos custos da tecnologia e uma maior aceitação dos usuários.

Uber, Airbus e Boeing se apressam para garantir espaço no mercado de veículos voadores para táxi aéreo nas cidades, mas construir um carro voador confiável não vem sendo uma tarefa fácil e há ainda a necessidade de regulamentações que não comprometam a segurança do trafego aéreo. Um acidente ocasionado pela pressa de lançar o produto pode colocar em risco o sucesso dessa indústria. Mas, assim como já está acontecendo com os drones, em um futuro não muito distante deveremos ver carros voando por aí.

Tem coragem?

Se considerarmos a rápida adesão dos usuários a novos meios de transporte é provável que muita gente embarcaria no carro voador da NFT. Especialmente numa cidade como São Paulo onde a circulação de helicópteros faz parte da rotina. Com a saturação da frota de automóveis particulares que contribuem para poluição e geram altos custos públicos com acidentes nas grandes cidades, é crescente o desejo por veículos alternativos mais rápidos, econômicos e sustentáveis.

Como consequência, estamos assistindo a um ‘boom’ em grandes cidades mundo afora de novos serviços de micromobilidade, um mercado que deverá movimentar entre US$ 200 bilhões e US$ 300 bilhões até 2030, de acordo com a CB Insights.

Segundo a Frost & Sullivan, até 2020 devem surgir 150 novos veículos. O novo mercado já está atraindo o interesse até mesmo das grandes montadoras. No final do ano passado, a Ford divulgou a compra por US$ 100 milhões da Spin, empresa de aluguel de patinetes elétricos fundada em San Francisco há dois anos.

patinetes-eletricos

A micromobilidade é definida como pequenos modos de transporte com peso inferior a 500Kg, propulsionados por humanos ou motores elétricos, com velocidade abaixo de 50 km/hora e que servem as chamadas “primeira e última milha”, realizando a interconexão com o transporte público de massa. O termo foi pronunciado pela primeira vez por Horace Dediu, em setembro de 2017, no Tech Festival, realizado em Copenhagen.

O mercado em São Paulo, por exemplo, é muito promissor, já que 53% dos 40 milhões de deslocamentos na cidade podem ser realizados com patinetes e bicicletas, segundo o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap). Já um estudo realizado pela consultoria norte-americana McKinsey revela que 60% dos deslocamentos em todo o mundo são realizados em distâncias menores do que oito quilômetros.

Em São Paulo, 80% do espaço das ruas é destinado aos automóveis, o que acaba por gerar conflitos entre ciclistas e motoristas. O estudo do Cebrap avaliou possíveis impactos positivos da bicicleta no lugar de carros e ônibus. Seria possível uma redução de R$ 34 milhões nas despesas do Sistema Único de Saúde (SUS) com internações causadas por diabetes ou doenças cardiovasculares. O relatório também estimou quanto a economia da cidade de São Paulo ganharia com esta opção mais rápida: nada menos que R$ 870 milhões.

Mas o rápido avanço da indústria mundial de veículos de micromobilidade fez acender o sinal amarelo para os riscos que possam trazer e já estão trazendo para segurança dos usuários. Toda inovação em áreas sensíveis como transporte urbano demanda o estabelecimento de regras que ajudem a prevenir acidentes fatais. A pedido do Procon de São Paulo, o Corpo de Bombeiros do Estado divulgou o número de feridos em acidentes com patinetes na capital paulista entre janeiro e abril deste ano: foram 274 ocorrências.

Empresas como Tembici, Yellow, Grin, Serttel, Bird, FlipOn, Lime e Trunfo são algumas das representantes deste novo mercado que, de uma hora para outra, seguindo tendência que começou na Califórnia e se espalhou por outros grandes centros dos Estados Unidos e pela Europa, colocaram centenas, milhares de patinetes e bicicletas elétricas nas ruas das grandes capitais do País, o que levou a Prefeitura de São Paulo a impor restrições depois dos registros dos primeiros acidentes.

A Política Nacional de Mobilidade Urbana, que foi publicada em 2012, não considera a categoria de micromobilidade. O Decreto 58.750, de 13 de maio de 2019, trouxe regras provisórias, como a velocidade máxima limitada em 20 km/h, proibição de circulação em calçadas e em vias onde os limites de velocidade sejam superiores a 40 km/h.

Ficou estabelecido que as locadoras teriam de se credenciar junto à Administração e cuidar da segurança dos equipamentos e dos condutores, obrigando-os a usar capacetes (exigência depois extinta pela Justiça) e trafegar somente em vias, ciclovias e ciclofaixas. Nas calçadas, a circulação foi terminantemente proibida. As multas fixadas podem chegar a R$ 20 mil e são aplicadas às operadoras, que podem repassar aos usuários.

Na Europa aconteceu um acidente fatal envolvendo um patinete elétrico na Catalunha, aumentando a tensão e levando ao banimento total do serviço de aluguel de patinetes em Barcelona. Em Los Angeles, nove pessoas se machucaram com patinetes elétricos e entraram com uma ação coletiva em outubro no Tribunal Superior do Condado. O processo acusa as startups Bird Rides e Lime, assim como as fabricantes Xiaomi e Segway, de negligência grave, alegando que as companhias sabiam que os patinetes eram perigosos e os implantaram de uma maneira que certamente causaria ferimentos.

Já a Ministra dos Transportes da França, Elisabeth Borne, anunciou recentemente a proibição dos patinetes elétricos nas calçadas de Paris. A lei, que entra em vigor a partir de setembro, prevê aplicação de multa de 135 euros para quem não respeitar o novo regulamento. Diversas regras passarão a regular a circulação dos chamados “dispositivos motorizados de movimentação pessoal” (EDPM, sigla em francês), como patinetes e monociclos elétricos, segways ou hoverboards. O limite de velocidade será de 25 km/h e 2500 vagas de estacionamento devem ser criadas até o final do ano. Atualmente, um total de dez empresas estão operando na capital francesa.

Outro desafio é o vandalismo. No Reino Unido, a Mobike informou que 10% de sua frota foi destruída ou roubada em 2018. E a GoBee deixou o mercado europeu depois que 60% da sua frota ficou destruída e danificada apenas quatro meses após o lançamento.

bicicletas

O mau uso dos equipamentos é uma preocupação das empresas e dos governantes. Segundo o New York Times, as mais de 16 milhões de bicicletas compartilhadas criadas na China por mais de 70 empresas inundaram cidades como a já lotada Beijing ou em Xangai, onde há uma bicicleta para cada 16 habitantes. Elas acabam abandonadas em calçadas e ruas, comprometendo o trânsito já caótico das grandes cidades chinesas, penduradas em árvores, enterradas em campos de construção ou arremessadas em rios.

Sabemos que no Brasil também há grandes desafios para garantir a segurança da micromobilidade. São raras as vias que têm pavimentação adequada para o trânsito de um patinete, e as vias principais, geralmente com melhor pavimentação, são muito rápidas para este tipo de veículo.

 A discussão das regras é fundamental para que a inovação traga as soluções que precisamos para uma convivência mais pacífica entre quem opta por carro, bicicleta, patinete, ônibus ou, em pouco tempo, táxis voadores.

O que não pode acontecer é o arcabouço legal e a burocracia frearem o avanço de novas soluções. Regular é muito importante, mas na medida certa e com bom senso. Toda transformação impõe a quebra de velhos paradigmas.

 Ou você embarcaria de olhos fechados em um voo sem piloto e sem torre de controle?

 

Fonte: INBEC

Benner: programa de inovação dá $$$

A Benner acaba de criar um programa de inovação dentro da empresa, com incentivos agressivos: começando em bônus anual de até 10% da economia gerada com os seus projetos, até obterem 10% de participação, caso uma nova empresa surja a partir das ideias apresentadas.

A ideia dos incentivos é fomentar a cultura empreendedora no time de 1,5 mil funcionários da Benner, que trabalha com software de gestão nas áreas de saúde, jurídico, logística e recursos humanos.

Benner Labs é um projeto de intra-empreendedorismo que busca novas ideias para os negócios, produtos e projetos de melhoria, com a finalidade de redução de custos e geração de receita”, diz Vinícius Scaramel, gerente de Inovação da Benner.

Scaramel é uma contratação recente da Benner, onde está há pouco mais de um ano.

O executivo coordenava antes o programa de inovação da Intercement, companhia brasileira que é hoje uma das maiores fabricantes internacionais de cimento.

A Benner fatura hoje na faixa dos R$ 250 milhões (a companhia não divulga resultados exatos, só a meta de dobrar até 2020 para R$ 500 milhões).

A empresa já fez uma grande reorganização em 2016, quando a companhia se dividiu em duas vice-presidências, uma focada no mercado de saúde, no qual a Benner tem forte participação, e outra focada em soluções de logística, turismo, RH e jurídico.

De origem catarinense, hoje a companhia tem matriz em São Paulo, além de unidades em Alphaville, Brasília, Blumenau, Curitiba, Maringá, Salvador e Rio de Janeiro.

Fonte: Baguete

Benner registra melhora de 90% na organização de documentos com implantação da Atlas Governance

Para ganhar tempo e simplificar a organização das atas de reuniões de conselhos, de forma rápida e segura, a Benner, empresa de software de gestão empresarial e BTO para transformar negócios, implantou a solução oferecida pela Atlas Governance, plataforma de governança corporativa.

Com a ferramenta, a empresa ganhou em tempo, ao manter documentos e pendências no mesmo lugar; segurança da informação, pois todos os arquivos são criptógrafos e com marca d’água; disponibilidade de acesso, ao ser 100% web e mobile; e experiência do usuário, ao poder sugerir modificações para melhorias na ferramenta. Foi registrada uma melhora de 90% da organização e arquivamento dos documentos, desde o dia em que a plataforma foi adotada.

Anteriormente à Atlas, as reuniões eram baseadas em atas em word, enviadas e cobradas por e-mail. A organização média de uma reunião levava em torno de uma semana e o follow up até duas 2 semanas. Com a nova plataforma, a organização ficou simples e padronizada.

“A parceria com a Atlas Gov tem sido muito importante para a Benner, pois além de possibilitar a execução e o acompanhamento de diversas atividades em um único lugar, permite um acesso rápido, por ser 100% web, e está alinhada ao nosso negócio, que é ‘disponibilizar informações por meio de softwares e processos que revolucionam os negócios, e aos nossos valores – transparência, receito, excelência, sustentabilidade e foco do cliente, comenta Mara Roberta Sanches, assessora executiva da Presidência e do Conselho da Benner.

“A Benner é uma empresa reconhecida por sua expertise em tecnologia e inovação e buscava uma ferramenta que atendesse às expectativas de forma objetiva, eficiente e segura, como a mesma excelência que buscam oferecer aos seus clientes. Hoje, são quase 50 pessoas utilizando a solução, incluindo acionistas, conselheiros, diretores e gerentes”, analisa Renata Baptista, Customer Success da Atlas Governance.

Sobre a Atlas (welcome.atlasgov.com/)

Fundada em 2017 por investidores de companhias de capital fechado com experiência prática em conselhos de administração, comitês e reuniões de resultados, a Atlas nasceu com o propósito de apoiar líderes na construção das organizações do futuro. O Atlas Governance, primeiro produto da empresa, visa automatizar e otimizar toda a rotina de gestão e administração do processo de reuniões, monitoramento e implementação das decisões dos Conselhos de Administração e Comitês, liberando o tempo dos gestores para planejarem o futuro da organização. A startup já recebeu duas rodadas de investimentos, de R$ 1,5 milhão cada, e conta com 21 investidores em sua base de acionistas, dentre eles: o ex-presidente da CVM, Leonardo Pereira; o CEO do McDonalds Brasil, Paulo Camargo; e o ex-CEO da Gafisa S/A e de outras empresas, Wilson Amaral.

Sobre a Benner

A Benner oferece soluções em software de gestão, serviços e terceirização de processos, com soluções especialistas nas verticais em que atua: Logística & Supply Chain e toda a cadeia de Saúde – Operadoras e Hospitalar. A companhia também atua nos segmentos de Comércio e Serviços, além de soluções para as áreas Jurídica, Recursos Humanos, ERP e Turismo. Atualmente, são mais de 1.600 colaboradores que atuam nos três centros de desenvolvimento de tecnologia e em escritórios localizados em São Paulo, Alphaville, Brasília, Blumenau, Curitiba, Maringá, Salvador e Rio de Janeiro, além de canais de venda nos principais polos econômicos nacionais.

Fonte: Segs

Desafio de sobreviver no mercado 4.0

Trend Talk Sucesu vai debater as saídas para os pequenos empreendedores não serem engolidos pela modernidade.

Confira a matéria clicando aqui.

Fonte: Diário de Pernambuco

Laboratório de Timbó investe em nova sede e é credenciado pelo Ministério da Agricultura

Especializado em análises de águas e alimentos, o Laboratório Freitag iniciou a mudança para a nova sede, que fica em um galpão no Distrito Industrial de Timbó que passou por reformas.

As obras levaram cerca de um ano e meio e demandaram investimentos de aproximadamente R$ 5 milhões – um pouco mais do inicialmente calculado.

A empresa, que atualmente tem em torno de 70 funcionários, não tinha mais espaço para abrigar novos colaboradores. De casa nova, quer dobrar esse número e o faturamento em até dois anos, projeta o diretor Alexandre Rocha Freitag Filho.

A empresa de Timbó também comemora outra conquista recente. Foi credenciada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para fazer análises técnicas de alimentos como carnes, peixes, lácteos e mel. Com isso, segundo Alexandre, se tornou o único laboratório privado de Santa Catarina a ter esse aval.

Metro quadrado

O mercado de luxo se dá ao luxo de ignorar a estagnação da economia. Em Balneário Camboriú, a construtora Embraed lançou e entregou em 2018 empreendimentos que, juntos, somam cerca de R$ 800 milhões em valor geral de venda.

Mais tempo

A blumenauense Benner adotou uma plataforma de governança corporativa desenvolvida pela Atlas Governance para simplificar a organização das atas de reuniões de conselhos da empresa. Com isso, estima ganhos de 90% em termos de produtividade.

Logística

A Ambev vai abrir um novo centro de distribuição em Itajaí no próximo mês. A estrutura funcionará no Mega Centro Logístico, às margens da Rodovia Jorge Lacerda. Vinte vagas de emprego serão abertas.

Loja virtual

A Brandili, de Apiúna, se rendeu ao comércio eletrônico. Abriu um e-commerce próprio há menos de um mês, como parte do planejamento de expansão da sua marca.

 

Fonte: NSC TOTAL 

Grupo de Tecnologia da ABAV completa quatro anos

A ABAV Nacional está comemorando quatro anos de fundação do ABAV Tech, o primeiro grupo de trabalho interno formado por profissionais do mercado que voluntariamente auxiliam a entidade trazendo para a mesa de debates uma série de assuntos relacionados à tecnologia aplicada ao mercado de distribuição de serviços de viagens e turismo.

O ABAV Tech conta hoje com 20 profissionais, entre representantes de companhias aéreas, fornecedores de soluções e inovações em tecnologia, e empresas especializadas em sistemas de distribuição por conexão direta, a maioria integrada desde a formação inicial.

Aoron Beyer (Benner/Set2 Tecnologia), um dos membros fundadores e coordenador do grupo, reforça a importância da união por objetivos comuns: “Há quatro anos recebemos essa missão da ABAV e o que parecia um desafio, considerando reunir profissionais de empresas concorrentes, se transformou em um propósito comum a todos. É um trabalho que acaba por nos enriquecer também, individualmente, pela troca de experiência que propicia”.

O trabalho desenvolvido ao longo do ano é compartilhado durante a participação desses profissionais como palestrantes na Vila do Saber da ABAV Expo. “Já temos dois dos temas eleitos para a edição deste ano e eles foram apontados em pesquisa como os que mais afligem os agentes de viagens associados na atualidade: Fraudes e Falta de Segurança na Informação – Isto Pode Quebrar Sua Agência; e Os Benefícios e Oportunidades Tecnológicas para a Gestão da sua Agência de Viagens, que abordará os sistemas de reservas online (OBT´s) & Back Office”, conta a presidente da ABAV Nacional, Magda Nassar. “Esse é um projeto que queremos levar adiante, com uma proposta ainda mais ampla para a difusão do conteúdo gerado a partir dessas discussões. Em breve teremos grandes novidades”, completa.

Conheça os integrantes da ABAV Tech:

  • Aoron Beyer – Benner/Set2 Tecnologia
  • Alex Kawagoi – Latam
  • André Wilson – Lemontech
  • Daniel Biancarelli – Monde
  • Eduardo Calamari – Travelport
  • Fernanda Assunção – Amadeus
  • Glaucio Silva – AGI Sistemas
  • Hugo Souza – B2B RESERVAS
  • Jackson Andrade – Wooba
  • Luciana Granado – GOL Linhas Aéreas
  • Luís Vabo – Solid & ABAV & Abracorp
  • Marcelo Tanque – Sabre
  • Perola Tanaka – American Airlines
  • Rafael Fontes – Argo
  • Raquel Puglia – Azul Linhas Aéreas
  • Ricardo Bechara – SAP Concur
  • Ricardo Lidington – Efácil plus
  • Sidney Lima – Reserve
  • Simone Miguel – Lufthansa
  • Werner Heilbrun – Juniper Brazil

Sobre a ABAV Nacional

Reconhecida como uma das principais entidades de turismo no Brasil, com crescente força política, a ABAV Nacional está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Sua base é composta por 2,2 mil empresas associadas, entre agências de viagens, operadoras e consolidadoras, que juntas respondem por cerca de 80% de toda a movimentação de vendas do setor no país.

A entidade tem sua imagem fortalecida por meio de iniciativas do seu Instituto de Capacitação e Certificação (ICCABAV), na promoção de cursos, palestras, estudos e convênios de cooperação, e na gestão e curadoria da Vila do Saber, o espaço dedicado à difusão do conhecimento e à capacitação profissional integrado à programação da ABAV Expo.

Globalmente está integrada à World TravelAgentsAssociation Alliance (WTAAA) e ao Fórum Latino-Americano de Turismo (Folatur).

 

Fonte: Guia do Turismo Brasil | Crédito da Imagem: Divulgação

Inbound marketing e outbound marketing: estratégias para aumentar as vendas

Consultor mostra como aplicar técnicas em empresas de TI

Inbound marketing e outbound marketing.

Esses dois termos têm se tornado cada vez mais comuns entre os profissionais de marketing e vendas.

Como implementá-los e como aplicá-los especificamente por empresas de TI é uma das especialidades da Mercado Consultoria, de Joinville.

A empresa é dirigida pelo consultor Isley Roberto Schroeder, especialista em estratégia, vendas e marketing para empresas de TI.

Entre seus clientes estão empresas como Audaces, Benner Sistemas, BGM Rodotec (Praxio), BMA, Edusoft, GKO Informática, Store Automação e Vexta Sistemas.

CONCEITOS E APLICAÇÕES

Isley explica que inbound e outbound marketing possuem definições e aplicações diferentes e específicas:

“O outbound marketing consiste em alinhavar estratégias de prospecção ativa, ou seja, a empresa vai atrás dos leads que deseja vender. É uma estratégia mais invasiva e se não for corretamente aplicada gera desgaste da marca e fecha portas para futuras oportunidades para a empresa. Mas, se corretamente aplicada, é a forma mais rápida de se obter leads qualificados. Através da aplicação de conceitos e softwares a estratégia gera resultados interessantes”.

“O inbound marketing é uma estratégia oposta ao outbound marketing, pois a empresa cria mecanismos para atrair leads qualificados. É uma estratégia de captação passiva e por isso menos invasiva, em que a empresa identifica o perfil dos potenciais clientes e define estratégias para atraí-los”.

“A chave está na construção e disponibilização de conteúdos extremamente atraentes capaz de convencer os leads a trocar dados pessoais por informação”.

Em inbound marketing, a Mercado Consultoria tornou-se Parceira Gold da empresa líder na América Latina em plataformas de inbound marketing: a Resultados Digitais, por ter obtido excelentes resultados junto a seus clientes, tais como o da GKO Informática.

Veja AQUI o case da Mercado Consultoria sobre a GKO.

PORTFÓLIO DE SERVIÇOS PARA TI

Além de inbound e outbound marketing a Mercado Consultoria oferece para empresas de TI consultoria e assessoria em itens como mentoring de negócios, canais de distribuição, treinamentos comerciais e planejamento estratégico.

O consultor Isley Roberto Schroeder gravou para o Noticenter dois vídeos abordando questões fundamentais para as empresas de TI na atualidade.

Confira:
Veja aqui o vídeo sobre a encruzilhada dos novos mercados
Veja aqui o vídeo sobre disciplina estratégica

SOBRE A MERCADO CONSULTORIA

A Mercado Consultoria é uma empresa especializada em programas de alta performance comercial com foco em empresas de tecnologia da informação.

Desenvolve e implementa ações e estratégias voltadas a polícitas de comercialização, vendas, treinamento e canais de distribuição.

Tem em seu portfólio diversas empresas de TI de Santa Catarina.
www.mercadoconsultoria.com.br
Contato: (47) 99974-0086

 

Fonte: Noticenter

ABAV anuncia parceria com a Set2 tecnologia

No dia 28 de maio, ocorreu em São Paulo o 75° Fórum Executivo. A edição contou com uma palestra, ministrada por Alberto G. Martins, sobre influência digital em turismo e marcou o anúncio da parceria entre a Set2 Tecnologia e as agências ABAV e AVIESP.

A Set2 Tecnologia surgiu da divisão de turismo da Benner Sistemas. Comandada pelos sócios Carlos Maffei e Fernando Beyer, a plataforma atende empresas de todos os portes. O foco é oferecer ferramentas e soluções para a gestão de agências de turismo.

Dentre os benefícios, o softwares oferece backup feito 100% na nuvem e manuseio on-line. Além de oferecer controle e gestão mais eficaz para os clientes.

A parceria com a ABAV – Associação Brasileira de Agências de Viagens permite que todas as associadas da entidade no Brasil tenham desconto de 20% na aquisição da ferramenta de blackoffice.

Em acordo prévio, a Abav garantiu a extensão do desconto às associadas da AVIESP – Associação das Agências de Viagens do Interior do Estado de São Paulo.

Fonte: Revista Marco Zero

Egressos da Fipp se destacam no mercado de trabalho

Empregabilidade é de 92% em Ciência da Computação e 79% em Sistemas de Informação

Bruno está atuando como analista de segurança em uma empresa da área na capital paulista

Avaliados com as notas mais altas pelo Ministério da Educação (MEC), os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação da Faculdade de Informática (Fipp) da Unoeste continuam formando profissionais de sucesso, resultando em uma média de empregabilidade de 92% e 79% nessas graduações, respectivamente. Os egressos, que estão espalhados em empresas por todo o Brasil, comprovam a qualidade na formação desses profissionais.

É o caso dos noivos Dayane Fernanda Souza Peres e Gabriel Reis Jesus. Formados em dezembro de 2018 em Sistemas de Informação, os egressos, que se conheceram na Unoeste, tiveram que lidar com a distância um do outro por causa de excelentes propostas de trabalho.

Dayane atualmente é programadora júnior da empresa Benner, em Maringá (PR), e com apenas 24 anos a ex-aluna comemora o primeiro emprego pós-formatura já na área de desenvolvimento de sistemas. “Sempre tive vontade de atuar nessa área. Após a conclusão do curso resolvi arriscar e está dando muito certo. Trabalho no sistema de gestão de operadora de planos de saúde”, salienta.

A egressa conta toda a dedicação e superação para a conquista do sonho do diploma. “Tive muitos momentos de fraqueza, mas quando se tem apoio, é mais fácil conseguir superar qualquer obstáculo. Além de família, amigos e dos próprios professores, no início de 2018 conheci meu noivo dentro da sala de aula. Sem eles com certeza seria muito mais difícil conseguir essa realização. O Gabriel foi e é meu alicerce, uma pessoa que não me deixa desistir, que sempre me dá forças e que acredita muito em mim. A Fipp me deu esse grande presente ao longo da minha jornada enquanto acadêmica”, revela.

O noivo Gabriel, de 30 anos, atualmente trabalha na Governança Brasil (GOVBR), uma empresa que desenvolve soluções para gestão pública a nível municipal. A sede da empresa é em Blumenau (SC), porém, o egresso não precisou sair de Presidente Prudente, já que há uma sede na cidade. “Atuo como desenvolvedor de sistema, onde desenvolvemos uma ferramenta de migração de banco de dados que já está sendo utilizada em algumas prefeituras do estado de São Paulo”, explica.

Ele conta que a Fipp lhe ensinou muito não apenas em relação ao curso, mas também valores como amizade, já que fez grandes amigos na graduação, inclusive o corpo docente e a coordenação, que são pessoas muito especiais para ele. “Tive muita sorte neste sentido e já perto do fim da graduação encontrei uma pessoa que me iluminou e que me motivou ainda mais. A Dayane, além de noiva, é minha amiga e companheira. Alguns professores nos falaram que foi a nossa união que colaborou para concluirmos o curso, já que nos apoiamos nos estudos, nos trabalhos, nas provas, nos estágios, nunca deixando o outro desistir”, fala.

Rafael Júnior Henrique Silva tem 22 anos e se formou em Ciência da Computação em 2017. Trabalhando como desenvolvedor fullstack (o profissional que atua em várias partes do projeto de software) na empresa Operative Tecnologia, o egresso conquistou a vaga através de um estágio ainda durante a graduação.

De acordo com ele, que escolheu o curso por ter muita afinidade com computadores e matemática, a Fipp desde o começo lhe agregou muito conhecimento e graças a isso hoje se sente realizado profissionalmente. “Foi por meio da graduação que tive contato com a empresa, desempenhei um bom trabalho e agora estou contratado. Não quero parar de estudar e uma pós-graduação na Unoeste já faz partes dos meus planos”, diz.

Bruno Rodrigues Moreira Silva, de 24 anos, também formado em Ciência da Computação, porém em 2018, atualmente está trabalhando em São Paulo (SP), na Berghem Smart Information Security como analista de segurança júnior. Ele conta que a oportunidade de ingressar na empresa surgiu no seu último semestre de aula, na disciplina de Segurança. “Perguntei para o professor Adilson Eduardo Guelfi [que é pró-reitor de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da Unoeste] como era o mercado e se ele conhecia empresas da área. Ele me indicou a Berghem e deu certo! Comecei em janeiro deste ano”, comemora.

De acordo com o egresso, o seu dia a dia consiste em analisar as aplicações sejam elas web ou mobile, procurando entender se existe algum problema do ponto de vista de segurança da informação. “Hoje, olhando onde eu atuo e conhecendo um pouquinho mais do mercado, o principal fator que a Fipp agregou à minha formação, acredito que seja o raciocínio lógico que precisamos na rotina de trabalho, um entendimento mais rápido de como está sendo construída uma aplicação”, salienta.

Para Márcio Zanardo, gerente de desenvolvimento da empresa Benner, de Maringá, uma das grandes empregadoras dos egressos da Unoeste, o grande diferencial dos profissionais e ex-alunos da instituição é a iniciativa e o interesse que eles demonstram desde o início. “Maringá tem se tornado um polo de empresas de desenvolvimento de software e as faculdades locais ficam muito aquém da demanda. Temos tido gratas surpresas com as contratações da região de Presidente Prudente. Em relação ao nível acadêmico, a empresa exige uma boa dose de aprendizado e adaptação, misturado com uma enorme vontade de crescer. Isso tem sido o diferencial que temos encontrado nos egressos da Unoeste, uma instituição que tem fornecido jovens com muita iniciativa e que possuem conceitos de desenvolvimento de software com um bom nível de entendimento para um recém-formado”, conta.

Vestibular 2019

Ainda dá tempo de se inscrever para o vestibular e ingressar este ano na Fipp/Unoeste. O processo seletivo de inverno, na modalidade presencial, tem no total mais de 60 cursos de graduação. As provas serão realizadas nos dias 26 (1ª fase de Medicina) e 30 de junho (2ª fase de Medicina e demais cursos). Mais informações e inscrições através do site do vestibular.

 

Fonte: Segs

Centros de Educação Infantil públicos de Blumenau recebem apresentações da peça A Fada Sonhadora, nos meses de junho e agosto

Uma fada sonhadora e um duende sapeca, um conto infantil repleto de sonhos e aventuras. Esse é o enredo da peça teatral que irá percorrer nove Centros de Educação Infantil públicos, em seis regiões de Blumenau (Centro, Fortaleza, Garcia, Itoupavas/Badenfurt, Velha/Vila Nova e Vila Itoupava), nos meses de junho e agosto deste ano.

O espetáculo A Fada Sonhadora, baseado na obra da escritora blumenauense Nana Toledo, é produzido e organizado pelas atrizes Ruth Rodrigues e Lu May. Serão nove apresentações gratuitas para os alunos de 1 a 5 anos – e professores – das instituições CEI Cilly Jensen, CEI Professora Tereza A. E. Augsburger, CEI Pedro Krauss, CEI Paulo Tallmann, CEI Professora Raquel Wisintainer Soares, CEI Professor Adélio Carlini, CEI Wally Serena Brandes, CEI Emilia Piske e CEI Johanna Conrad. Em todas as ações haverá tradução em Libras.

A peça conta a trajetória de uma fada e um duende que vigiam o dia a dia das bruxas a fim de realizar o sonho da fada: passear com uma vassoura de bruxa numa noite de lua cheia. “Os diálogos travados entre a fada, o duende e a bruxa, o colorido do figurino e do cenário, e os bonecos da fada e do duende que em alguns momentos são utilizados, despertam a atenção e instigam a imaginação das crianças no desenrolar do enredo. O espetáculo é focado na esperança da fada em realizar o seu grande sonho. Todos nós, adultos ou crianças, sempre tivemos nossos sonhos. Dos mais primitivos aos mais elaborados, tais aspirações servem para sustentar nosso cotidiano e dar assim um maior sentido à nossa existência”, explica a atriz Lu May.

“Sempre desejamos apresentar para a Educação Infantil, e por este motivo decidimos fazer um projeto para contemplar esse público”, afirma a atriz Ruth Rodrigues. “É importante propiciar as crianças desde a mais tenra idade a apreciação e fruição da obra teatral. O espetáculo preza pela qualidade poética e dramática, assim como pela qualidade estética, apresentando cenário e adereços bem elaborados e que encantam quem os observa”, complementa. Ruth destaca que projeto tem como proposta levar o teatro aos CEIs públicos do município em que se tem pouco acesso, contribuindo assim com o acesso à cultura como direito fundamental de todo ser humano, além de proporcionar a formação de plateia desde cedo, incluindo pessoas surdas por meio da interpretação de Libras.

Para a atriz Lu May, a peça busca ressaltar também a importância e a valorização do trabalho de artistas locais do município. “Sabemos que este é o primeiro passo para novos caminhos, oportunizando assim que mais grupos e artistas vejam este projeto como o início de uma potencial mudança cultural em nossa cidade”, conclui a atriz.

O projeto A Fada Sonhadora é patrocinado pela Benner, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério da Cidadania, PRONAC nº 184126. Acompanhe as ações e as novidades pelo instagram.com/afadasonhadora.

SINOPSE

Esta é a história de uma fada sonhadora e ousada e de um duende sapeca e orelhudo. Os dois estão sempre em busca de novas aventuras, mas a Fada queria algo inusitado, realizar o maior dos seus sonhos que era voar na vassoura de uma bruxa em noite de lua cheia. Então os dois amigos se unem, mas será que eles conseguirão realizar o sonho da fada?

SERVIÇO

19 de junho
No período matutino, CEI Cilly Jensen (Rua Dr. Pedro Zimmermann, 9186, Itoupava Central)
No período vespertino, CEI Professora Tereza A. E. Augsburger (Rua Sérgio Westrupp, 113, Badenfurt)

26 de junho
No período matutino, CEI Pedro Krauss (R. Marcelino Schneider, 34, Vorstadt)
No período vespertino, CEI Paulo Tallmann (R. Barão de Capanema, 63, Garcia)
No período vespertino, CEI Professora Raquel Wisintainer Soares (R. Santa Maria, 2314 – Progresso)

14 de agosto
No período matutino, CEI Professor Adélio Carlini (R. dos Trabalhadores, 44, Velha Grande)
No período vespertino, CEI Wally Serena Brandes (R. Waldomiro Dias, 88, Velha)

21 de agosto
No período matutino, CEI Emilia Piske (R. Hermann Piske, 04, Fortaleza Alta)
No período vespertino, CEI Johanna Conrad (R. Otília Passold, 710, Vila Itoupava)
Gratuita e fechada para alunos e professores das instituições citadas.

FICHA TÉCNICA

Baseado no livro de: Nana Toledo
Atuação: Luciana May e Ruth Rodrigues
Duração: 25 minutos
Faixa etária: 1 a 5 anos

 

Fonte: Timbó Net

Advance Consulting fortalece presença em Santa Catarina

Empresa atua nas área de gestão, marketing, vendas e canais no setor de TI

A Advance Consulting, empresa de consultoria e treinamento em negócios para as áreas de gestão, marketing, vendas e canais, instalou uma unidade em Blumenau para intensificar sua atuação junto ao mercado de TI catarinense.

A empresa ostenta em seu portfólio de clientes empresas como AWS, Cisco, DELL, Equinix, Google, IBM, Lenovo, Microsoft, Neogrid, SalesForce, SAP, Panasonic, Sebrae, Senior, Softex e WK Sistemas, além de mais de 2.500 empresas de todo o país.

 

COQUETEL E PALESTRA

No próximo dia 13 de junho, a partir das 18h00, a Advance promove palestra gratuita em Blumenau sobre futuro da tecnologia nos negócios, junto com sua parceira Sky One.

Vagas limitadas.
Você pode se inscrever gratuitamente AQUI.

 

BASE DE NEGÓCIOS EM SC

A base de negócios catarinense é coordenada por duas especialistas na área de gestão comercial e de marketing de empresas de tecnologia:

ivia-marins
ÌVIA MARINS – Profissional com mais de 17 anos de experiência nas áreas de marketing e inside sales.

  • Atuou na elaboração de estratégias e ações de marketing tradicional, marketing digital, marketing de relacionamento, criação de engenhos de geração de demanda e de oportunidades, e táticas de marketing para cada etapa do funil de vendas.
  • Na Senior Sistemas seu projeto conquistou o prêmio Top Of Mind de RH por dois anos consecutivos.
  • É formada em Administração de Empresas pela FURB.
  • Pós-graduada em Gestão Estratégicas de Marketing pelo Grupo Uniasselvi.

Cursos de Extensão em Implantação de Projetos de CRM e Ações de Marketing para 3º. Idade – ESPM Escola Superior de Propaganda e Marketing.

vera-lucia
VERA LÚCIA DA SILVA – Mais de 32 anos de atuação profissional.

  • Experiência em gestão comercial, marketing, canais de vendas e distribuição e SAC.
  • Atuou como executiva em empresas como Seara Alimentos, Sul América, Senior Sistemas, Telemática, Benner Sistemas, Grupo Digicon, FGV, entre outras.
  • Atuou como professora universitária nas cadeiras de Gestão da mudança e gestão de Vendas.
  • É graduada em Administração pela Univali e MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas, com cursos de Extensão em Gestão de Canais de Venda, Psicodinâmica Aplicada a Negócio e Coaching Executivo.
  • Atuou como professora universitária nas cadeiras de Marketing e Marketing de Relacionamento.

EXPERTISE E RELACIONAMENTO

Dagoberto Hajjar, CEO da Advance, explica a opção pelo mercado catarinense de TI:

“Santa Catarina desponta fortemente no setor de tecnologia da informação, com empresas dinâmicas, que competem fortemente com os maiores players nacionais e internacionais. A Advance possui expertise, estrutura e equipes capazes de agregar conhecimentos práticos e com resultados comprovados”.

“Temos a missão de proporcionar aos clientes o crescimento do volume de vendas, aumento de market share e melhoria da qualidade do pós-venda”.

“Fazemos isso atuando diretamente nas áreas de Vendas, Canais e Relacionamento com o Cliente”.

VETORES

Fundada em 2002, a Advance é uma empresa de consultoria e treinamento em negócios para as áreas de gestão, marketing, vendas e canais.

Atua com base em três vetores:

Vetor Estratégico – Desenvolvimento da estratégia da empresa, para garantir os direcionadores e a integração entre marketing e vendas

Vetor de Marketing – Criação de engenhos de geração de demanda e de oportunidades, e ações para cada etapa do funil de vendas, encurtando o ciclo de vendas e aumentando as taxas de conversão do funil e a eficiência em vendas

Vetor de Vendas – Implementação de processos de vendas, com treinamento e capacitação da equipe e gestores para garantir que todas as oportunidades geradas sejam aproveitadas, aumentando as vendas.


LINHA DIRETA
A Advance atua em consultoria de marketing, estratégias de vendas, treinamento da força de vendas, evolução de carreiras, palestras, pesquisas de mercado, edição de livros, produção de material eletrônico e ebooks.

Saiba mais no site www.advanceconsulting.com.br.
E-mail: advance@advanceconsulting.com.br
Fone em SP: (11) 3044-0867
Facebook
Linkedin

Fonte: Noticenter