Benner Software de gestão para revolução do seu negócio

Não é exagero afirmar que a gestão logística da cadeia de suprimentos representa um dos cuidados mais importantes e indispensáveis para as empresas. Caso o gerenciamento não ocorra da forma correta, toda a operação pode ser prejudicada.  

Sendo assim, os gestores devem estar atentos às melhores estratégias, tecnologias e processos capazes de agregar um melhor desempenho a essa cadeia. Dessa forma, é possível que ela ocorra de maneira fluida e livre de possíveis erros, garantindo mais lucratividade ao negócio.

Para que você adote uma gestão logística da cadeia de suprimentos realmente eficiente, descubra as principais questões que devem ser levantadas na área, os melhores meios de otimizá-la e as vantagens garantidas em suas melhorias!

Como otimizar a gestão logística da cadeia de suprimentos?

Antes de conhecer quais são os melhores meios para melhorar a gestão logística da cadeia de suprimentos, é preciso refletir sobre a realidade do negócio e suas principais demandas.

Portanto, é necessário perguntar-se sobre quantos insumos comprar e quando, determinando qual será o método escolhido. Esse tipo de cuidado permite não só um conhecimento pleno sobre as características das compras, mas para que haja um melhor posicionamento sobre as demandas relacionadas aos materiais.

Outra questão de suma importância diz respeito aos meios de garantir as entregas no prazo correto para os clientes — já que nenhum consumidor gosta de enfrentar imprevistos no recebimento de suas compras.

Nesse sentido, para evitar problemas, é preciso conhecer o histórico de vendas do negócio e, a partir dele, desenvolver estratégia para ampliar a eficiência das operações em determinadas áreas.

Algumas ações adotadas pelas empresas nesse sentido exemplificam bem esse cuidado na gestão logística da cadeia de suprimentos, como:

  • Descentralização dos pontos de estoque e direcionamento para áreas mais próximas das carteiras de consumidores;
  • Análise de inconformidades comuns nas entregas, para determinar ações capazes de diminuí-las ou de corrigi-las com mais eficiência;
  • Acompanhamento de frotas via satélite, análise do fluxo de vendas e do comportamento de consumidores recorrentes, a fim de determinar os melhores pontos de entregas e diminuir os custos com transportes.

Agora que você já conhece algumas das questões mais importantes que devem ser analisadas para garantir uma melhor gestão logística da cadeia de suprimentos, confira quais são os melhores meios para otimizá-la!

Realize um controle de fornecedores

O correto monitoramento dos fornecedores é fundamental para agregar os melhores valores e condições de pagamento, assim como a qualidade dos insumos adquiridos.

O ideal é exigir certificações de qualidade dos parceiros, que os mesmos sejam sustentáveis em suas práticas, estejam em constante processo de qualificação, entre outros meios de desenvolvimento.

Portanto, preze por esse tipo de acompanhamento, considerando também pontos como gestão integrada, cross docking, entre outros semelhantes.

Organize e facilite processos internos

Não basta estabelecer grandes exigências para os fornecedores se os seus processos internos não estiverem alinhados a esse constante processo de avaliação e desenvolvimento.

Sendo assim, é indispensável encontrar meios para reduzir custos, eliminar processos desnecessários, aumentar a produtividade geral e adotar as melhores práticas de produção.

Acompanhe a previsão de demandas

Ao prever as demandas da empresa, é possível reduzir os gastos com itens estocados. Nesse sentido, a diminuição de custos, ressaltada no item anterior, depende diretamente dessa etapa.

Para que isso seja possível, procure reconhecer as características sazonais de suas vendas e o seu histórico geral, analisando os seus principais aspectos para estabelecer qual será o padrão de seus futuros pedidos.

Integre todos os setores envolvidos

Uma visão integrada das áreas para a gestão da operação logística é fundamental e exige que as informações relevantes sejam bem compartilhadas entre diferentes setores.

Dessa forma, o alinhamento da comunicação garante que colaboradores e parceiros mantenham-se em dia quanto ao planejamento e operacionalização produtiva.

Assim como os encarregados pelo estoque precisam conhecer os padrões de recebimentos, os fornecedores também precisam estar em dia com essa informação, bem como todos os integrantes da cadeia logística.

Apostar em incentivo e capacitação

Não são apenas os gestores que devem ter pleno conhecimento sobre as características e demandas de suas operações, mas todos os envolvidos nelas.

Sendo assim, invista no desenvolvimento das habilidades dos funcionários, para que os mesmos possam contribuir no aprimoramento dos processos e também para que desenvolvam suas atividades com mais qualidade e uma menor incidência de erros.

Padronize o que deve ser executado

Padronizar a execução das funções relacionadas à cadeia logística não só garante mais eficiência em todos os processos, como também melhora a coleta e o próprio controle das informações relacionadas a eles.

Além disso, procedimentos padronizados são mais produtivos, escaláveis e baratos. Assim, eles permitem uma visão holística de toda a operação, facilitando a correção de erros e o estabelecimento de medidas de aprimoramento.

Monitore os níveis de armazenagem

A previsão de estoque deve estar alinhada não só aos níveis de produção, mas também à própria previsão de demanda e gestão de compras.

Com um bom controle das entradas e saídas, ainda é possível elaborar inventários que demonstrem o padrão das movimentações, que serve como base para evitar desperdícios e perdas.

Conte com uma política de riscos

Mesmo que toda a cadeia seja padronizada, nenhuma operação está livre de eventuais erros ou inconformidades.

Dessa forma, para que seus impactos sejam os menores possíveis, elabore uma lista com os principais riscos e estabeleça os melhores meios para a sua prevenção ou mesmo correção. 

Considerando fatores internos e externos, garanta que, caso alguma interrupção ocorra, ela ocasione as menores consequências possíveis para o bom andamento da cadeia logística.

Invista em um software de gestão

Por fim, controle as operações dos seus parceiros por meio de um software de logística, assim como os próprios processos internos de sua cadeia.

Com soluções integradas aos padrões do seu negócio, é possível controlar custos e pagamentos, prazos de entrega, obter um melhor controle de dados, mais agilidade nas movimentações e delegar precisamente os papéis dos parceiros envolvidos.  

Com os melhores meios de otimizar a gestão logística da cadeia de suprimentos em mente, confira quais são os benefícios mais marcantes que podem ser agregados com esse tipo de cuidado!

Benefícios das melhorias na gestão logística da cadeia de suprimentos

Ao adotar melhorias na gestão logística da cadeia de suprimentos, as empresas conseguem determinar com mais precisão não só “quando” e “como” produzir, mas também “onde” e “para quem” os parâmetros de produção são mais efetivos.

Quando estratégias eficientes são estabelecidas, uma série de vantagens são agregadas para toda a operação, como por exemplo:

  • Menores gastos com estoque;
  • Produção alinhada ao volume de vendas;
  • Compras de insumos alinhadas às necessidades produtivas;
  • Maior satisfação dos clientes;
  • Redução com custos relacionados a transportes ou a eventuais inconformidades;
  • Melhor giro de estoque etc.

Logo, para que todos esses benefícios sejam garantidos, o uso de tecnologia da informação no Supply Chain Management se faz cada vez mais necessário para o alinhamento de setores e para uma melhor gestão de toda a cadeia logística.

Além disso, muitos são os recursos que podem ser mencionados nessa área, como os controles via satélite e os softwares de gestão logística, bem como sistemas de ERP, Extranet, tecnologia blockchain, entre outros semelhantes.