Benner Software de gestão para revolução do seu negócio

humanização e digitalização do RH: homem em frente a um grupo de pessoas
18 de agosto de 2021

Como garantir a humanização e digitalização do RH ao mesmo tempo?

labpersona

Durante muitos anos, as empresas encaravam a digitalização do RH como um processo separado da humanização. Isso ocorria porque os interesses humanos eram vistos como obstáculos ao avanço tecnológico. Mas essa maneira de pensar precisava mudar – e mudou. Agora, observamos um forte movimento pela fusão da humanização e da digitalização do RH.

Neste artigo, explicamos qual é a relação entre esses dois conceitos. Mostraremos também como digitalizar o RH sem abrir mão da humanização, bem como os benefícios dessa união. Acompanhe os próximos tópicos.

O que significa a humanização e digitalização do RH?

Em resumo, o conceito de humanização e digitalização do RH visa reunir o melhor desses “dois mundos”. No caso da humanização, o RH procura tratar os colaboradores com mais empatia e proximidade, valorizando suas competências e habilidades.

Além disso, um RH humano ajuda os profissionais a lidarem com seus pontos fracos, melhorarem a saúde física e mental, bem como terem a melhor experiência no trabalho. Já a digitalização auxilia esse time a potencializar os resultados dos serviços, projetos e das estratégias internas.

Podemos dizer que a humanização é um ponto de equilíbrio na digitalização. Isso porque, no universo digital, observamos o famoso efeito VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo). Nesse ambiente dinâmico e instável, o capital humano ditará qual caminho virtual o RH deve percorrer.

Como garantir os dois quesitos ao mesmo tempo?

É possível permanecer essencialmente humano em um mundo movido pela tecnologia? Essa intrigante pergunta é feita no estudoThe social enterprise at work: Paradox as a path forward – 2020 Deloitte Global Human Capital Trends”, produzido pela Deloitte.

Segundo esses dados, a resposta da pergunta é um forte “sim”. O estudo revela que a fusão da esfera humana com a tecnologia permite que as organizações aproveitam o melhor de cada uma delas. Além disso, ajuda as empresas:

  • na criação de um propósito global alinhado com o pensamento individual;
  • no fortalecimento da segurança do negócio em um mundo disruptivo e volátil;
  • na tomada de decisões rápidas, estratégicas e inteligentes diante de desafios inesperados.

Em vista desses benefícios, os gestores de RH talvez se perguntem: Como realizar a conexão entre a tecnologia e a humanização? A seguir, apontamos algumas estratégias eficientes.

Transformação cultural

A cultura interna engloba as crenças, valores, objetivos e a missão do negócio. Sendo assim, para que a humanização e a digitalização caminhem juntas, é necessária uma transformação cultural. 

Mas qual é o papel do RH nesse processo? Como detentor da gestão de pessoas, o RH tem em mãos a oportunidade de mudar a forma de pensar dos profissionais. Isso por ser feito por meio de:

  1. Transparência;
  2. Diálogo;
  3. Empatia. 

Esses três pilares serão a base para, por exemplo, a criação de um programa de treinamento voltado para a implantação desses dois conceitos.

Com o tempo, as equipes enxergarão os benefícios das tecnologias em seus trabalhos. Dessa forma, elimina-se o receio de que as ferramentas digitais irão roubar seus empregos. Pelo contrário, elas serão encaradas como parceiras no progresso das demandas.

Engajamento da liderança

Para que exista a humanização e a digitalização no RH e, por extensão, em toda a empresa, é preciso que a liderança mude a sua forma de pensar (mindset). Caso os líderes continuem encarando a tecnologia como rival do time interno, esse mesmo comportamento será visto nos colaboradores.

Uma estratégia que pode ajudar nessa mudança de mindset é a implantação do conceito humanização e digitalização no programa de desenvolvimento de líderes. Desse modo, a futura liderança terá a visão correta sobre esse conceito.

Por outro lado, para mudar a mentalidade dos que já estão na liderança, o RH pode inserir práticas internas que dependem tanto da tecnologia quanto dos colaboradores. Daí, apontar as vantagens disso.

Por exemplo, uma política de gestão de competências feita com o auxílio de um software, com certeza potencializará o processo seletivo interno, bem como o aproveitamento dos talentos profissionais. Essa será uma evidência do sucesso da união da tecnologia com os humanos.

Automatização

Aos poucos, o RH pode incentivar a criação de uma política interna voltada para a inovação. Essa atitude é essencial para que o setor obtenha o melhor das novas tecnologias em vez de permanecer com ferramentas digitais ultrapassadas.

Um dos processos que se beneficia desse tipo de política é o recrutamento e seleção de profissionais. Atualmente, as tecnologias embasadas na inteligência artificial, no big data e no people analytics, ajudam o RH a encontrar talentos com o perfil compatível com a cultura do negócio.

Além disso, é possível criar times plurais, ou seja, composto por colaboradores de alto desempenho, mas que têm habilidades, competências, experiências profissionais e perfil pessoal distinto. 

Mas, qual é o benefício desse tipo de equipe? Com um grupo de contextos variados, a empresa entrega resultados mais robustos, completos e a níveis de excelência. Um exemplo é a criação de produtos e serviços que atendam às necessidades e desejos dos clientes da marca.

Como o Sistema de RH da Benner pode ajudar?

Para implantar a humanização e a digitalização no RH, os gestores podem contar com o Sistema de RH da Benner. Essa é uma ferramenta completa e desenvolvida para oferecer soluções para todas as demandas dos profissionais do setor de recursos humanos. Entre as funcionalidades da aplicação, estão:

  • Administração de pagamento: gerenciamento do processo de admissão, gestão de benefícios, controle de ponto, cumprimento das exigências do e-Social e administração da folha de pagamento;
  • Gestão de pessoas: gerenciamento do plano de cargos e salários, processo de recrutamento e seleção, dos treinamentos e da análise de desempenho dos colaboradores;
  • Gestão de riscos: segurança e medicina do trabalho;
  • RH estratégico: indicadores de desempenho, portal MyPlace colaborador e gestor, aplicativo Meu e Nosso Ponto móvel.

Com um sistema desse nível, o RH estará preparado para o futuro. Afinal, como vimos neste artigo, a humanização e a digitalização tendem a se fundirem dentro das empresas. Caso o RH não comece imediatamente a inserir essa tendência, a estabilidade do negócio pode ser seriamente comprometida.Entendeu como implantar a humanização e digitalização no RH? Quer conhecer melhor as funcionalidades do Sistema de RH da Benner? Então, acesse o nosso site e aproveite também para conversar com o nosso time de especialistas. Estamos ansiosos pelo seu contato!