Benner Software de gestão para revolução do seu negócio

Um plano de cargos e salários consiste em um relatório que detalha todas as posições de uma empresa, as atividades que os ocupantes de cada uma delas deve exercer e suas respectivas remunerações.

Sua criação é indispensável para que a organização padronize suas tarefas, garanta condições iguais aos profissionais e direcione bem as responsabilidades de cada trabalho.

Nesse sentido, o plano é importante especialmente para a área de Recursos Humanos. Isso porque, o setor deve atuar na sua criação e também utilizá-lo como uma importante ferramenta de gestão.

Mais que atribuir e delimitar deveres, responsabilidades e pagamentos, o plano de cargos e salários também serve como base para a criação de um bom plano de carreira. Sendo assim, o detalhamento e a descrição de cada função facilitam o planejamento de evolução profissional.

Para que você saiba como utilizá-lo em prol de melhores resultados na sua empresa, confira quais são os erros mais comuns em sua aplicação, como colocá-lo em prática e quais os seus principais benefícios. Acompanhe!

Quais os erros mais comuns na aplicação de um plano de cargos e salários?

Alguns erros ou omissões são comuns no plano de cargos e salários, e as empresas devem evitá-los ao máximo, já que eles podem comprometer a clareza e a atratividade das funções.

Entre as falhas mais recorrentes na elaboração do plano, destacam-se:

  • Salários incompatíveis com as funções dos cargos;
  • Custos das contratações não previstos nas definições salariais;
  • Criação de cargos sem demanda correspondente;
  • Considerar apenas o curto prazo da organização;
  • Não definir um plano de carreira.

Em suma, a criação do plano de cargos e salários demanda pesquisas e análises profundas, tanto do mercado quanto da realidade interna da organização, além de muito planejamento.

Só assim é possível estabelecer salários vantajosos, tanto para o negócio quanto para seus colaboradores. Além disso, pode-se considerar os custos e retornos de cada padrão de remuneração, criar funções alinhadas às demandas e garantir mais crescimento para a organização e seus membros no longo prazo.

Ao saber como colocar o plano em prática e evitar seus erros mais recorrentes, é possível garantir um melhor ambiente de trabalho, engajar os profissionais e aprimorar o crescimento de toda a organização. 

Como colocá-lo em prática?

Para evitar erros na elaboração do plano de cargos e salários e garantir que ele seja o mais eficiente possível é importante que algumas etapas sejam respeitadas durante sua implementação. Confira:

Organização e planejamento do trabalho

O primeiro passo para a definição do plano é compreender como a empresa já se estrutura internamente. Para isso, avalie suas estratégias, políticas internas, hierarquias, padrões administrativos e outros pontos que têm influência direta no relacionamento entre a organização e seus profissionais.

A partir dessa análise, é possível visualizar um projeto alinhado à realidade e às pretensões do negócio.

Divulgação e comunicação corporativa

Não basta apenas ter a intenção de equilibrar e garantir mais justiça nos cargos e salários, é preciso que todos conheçam e estejam engajados dentro desses padrões.

Logo, antes mesmo de operacionalizar o plano, divulgue-o para a empresa, expondo suas vantagens e pretensões.

Além disso, abra canais de comunicação para que os profissionais adotem uma postura participativa e colaborem ativamente com a nova metodologia que será adotada.

Levantamento das atribuições

Nessa etapa, são levantados e descritos todos os cargos que existem na organização, com suas responsabilidades, expectativas e padrões salariais.

A análise deve ser feita pelos gestores em conjunto com os colaboradores, através de entrevistas e questionários que possibilitem uma descrição e avaliação mais precisa das funções.

O levantamento também deve ser utilizado para detectar eventuais inconformidades e garantir uma melhor padronização dos cargos.

Descrição e classificação dos cargos

Depois do levantamento das atribuições, é preciso descrever detalhadamente os principais aspectos de cada função.

Dessa forma, o relatório servirá como base para os recrutamentos e avaliações de desempenho em cada posição, descrevendo o que cada atribuição deve fazer, como e para quem isso deve ser feito. Além disso é possível atribuir suas competências, responsabilidades e habilidades inerentes.

O objetivo é criar uma narrativa precisa, para uma definição assertiva e padronizada dos cargos e sua importância.

Pesquisa e determinação de salários

Então, é o momento de dimensionar o valor de remuneração mais adequado para os cargos.

Para isso, é necessário levar em consideração os seguintes fatores:

  • Hierarquia das atividades na empresa;
  • Os padrões salariais do próprio negócio;
  • A média salarial adotada no mercado;
  • Os valores médios esperados para cada perfil profissional.

Enquadramento de cargos e salários

Essa é a etapa em que a pesquisa salarial é adequada à descrição das funções de cada cargo.

O objetivo é garantir o equilíbrio ideal entre o que a empresa espera de cada colaborador e a remuneração que ela fornecerá para isso.

Nessa fase, é preciso adequar-se aos níveis de remuneração praticados pelo mercado, garantindo que os funcionários recebam um salário justo e atrativo em relação a outras empresas.

Criação da política de cargos e salários

Por fim, é hora de estabelecer a Política de Cargos e Salários da empresa.

Ela é a finalização de todo o processo, com uma definição precisa e detalhada de cada função, responsabilidades inerentes a ela e as suas faixas salariais.

Seu escopo deve prever com precisão qual é o enquadramento de cada cargo às suas remunerações e ter uma implementação intuitiva, alinhada às atividades da empresa.

Logo, com uma política bem definida, o negócio se torna mais transparente. Com isso, ainda valoriza melhor os seus talentos, motiva seus colaboradores e até mesmo evita problemas trabalhistas. 

Quais as principais vantagens da adoção de um plano de cargos e salários?

Quando os cuidados mencionados anteriormente são adotados e um bom plano de cargos e salários é estabelecido, uma série de vantagens pode ser garantida pela organização! As principais delas incluem:

  • Melhor engajamento dos profissionais graças à maior clareza do valor de suas atividades;
  • Definição precisa da política de remunerações;
  • Maior compatibilidade entre as atividades realizadas e as práticas salariais previstas para cada área de atuação;
  • Aumento da produtividade e da satisfação dos funcionários, graças à maior transparência e justiça nos padrões de remuneração;
  • Eliminação de decisões mal embasadas ou mesmo arbitrárias de definição salarial;
  • Desenho preciso do perfil esperado para cada cargo e maior previsibilidade de seus resultados;
  • Auxílio na definição de um bom plano de carreiras, que contribui para o desenvolvimento dos profissionais internos, seu engajamento e também para a retenção de talentos;
  • Garantia de mais equilíbrio gerencial para o negócio, com cargos bem determinados, resultados esperados, responsabilidades atribuídas e remunerações condizentes.

Tecnologias voltadas à área de Recursos Humanos

Para otimizar o gerenciamento do plano de cargos e salários e potencializar os benefícios mencionados acima, a transformação digital tem ocupado um papel cada vez mais decisivo dentro das empresas.

Por meio de tecnologias, é possível promover uma gestão muito mais efetiva, próxima e assertiva. Isso garante o aumento da produtividade do RH, maior integração entre as funções, a automatização da administração de pessoas e muito mais vantagens nos sistemas de remuneração.

A Benner é referência nessa área e preza por uma visão estratégica dos negócios, através de um RH mais digital.

Voltada ao pleno desenvolvimento de talentos profissionais e na geração de negócios mais lucrativos, a ferramenta é 100% web e integra diferentes módulos para a Gestão de Folhas de Pagamento, Pessoas, Riscos e estratégias – tudo em um só lugar!

Quer saber mais sobre como potencializar os resultados do seu plano de cargos e salários com o melhor sistema de RH do mercado? Então acesse o link e conheça a solução Benner de Recursos Humanos.